Jessie J fala da nova colaboração com a Propel Water

Posted on

Leiam em baixo a tradução de uma recente entrevista da cantora Jessie J à Billboard onde a mesma fala da sua colaboração com a Propel Water e ainda sobre o novo álbum que ainda não tem data de lançamento:

A cantora também partilha informações sobre o seu próximo álbum que produziu em conjunto com o produtor DJ Camper.

Para o seu novo projeto, Jessie J quer que todos fiquem “UGLY”. Esta é a mensagem que ela e Propel Electrolyte Water estão a enviar através da nova campanha de fitness da marca, “Let’s Get Ugly”.

A cantora, que já foi nomeada a um Grammy, e amante de fitness foi convidada para criar uma canção personalizada que irá inspirar e motivar as pessoas a obter o seu melhor exercício. A música infecciosa de Jessie J, reminiscente de soldados cheios de alegria com o seu refrão “U.G.L.Y, you ain’t got no alibi”. O novo anúncio de televisão da Propel estreia na Billboard antes de ser hoje lançada (12 de abril). A canção em si está disponível na aplicação Pandora.

“Acho que as pessoas podem ficar bastante intimidadas com as páginas de Instagram com fotos tiradas no ginásio”, diz Jessie J para a Billboard. “As coisas online são muitas vezes o extremo daquilo que podemos conseguir alcançar. É como se tivesses que parecer uma modelo enquanto fazes exercício físico. E não é esse o caso. Tens que ficar feio, suado, ir abaixo e lidar com isso. Fazer isso por ti mesmo.”

Confiram em baixo o anúncio Propel’s “Let’s Get Ugly”:

A diversão comercial, e a abordagem colorida à sensação gratificante estão de acordo com o próprio lema de vida saudável da Jessie J. “Para mim, a aptidão é de dentro para fora”, diz a cantora / compositora, que falou abertamente sobre a sua luta contra vários problemas de saúde, de um defeito cardíaco aos nove anos de idade a um acidente vascular cerebral aos 17. “Fitness está infiltrado na minha vida como uma coisa normal,” ela continua. “Mas é importante para todos, e é por isso que sou solidária com qualquer marca que faça isto”.

Jessie J está a finalizar as gravações para o seu quarto álbum de estúdio. Será o seguimento do top 10 de 2014, Sweet Talker, que incluiu o hit “Bang Bang” com Ariana Grande e Nicki Minaj. Além de detalhar na sua rotina de fitness, Jessie J conversou com a Billboard sobre o retorno às suas raízes de composição e sobre o crescimento pessoal que ela experimentou até este ponto: “Eu só quero ser eu”.

A sua própria rotina de exercícios: “Não sou obcecada com o trabalho diário. Mas gosto de trabalhar fora se é ciclismo, corrida ou musculação, o que é a minha coisa favorita. Sou naturalmente muito magra, então o treino com pesos, que comecei nos últimos dois anos, ajudou-me a ganhar forma. Só gosto de me divertir quando trabalho.”

Corte no açúcar, a sua última aventura: “Faço um monte de proteínas vegan. E gosto de fazer batidos como um complemento de refeição; Geralmente tenho para além de três refeições por dia. Cortei recentemente todo o açúcar. Alguns chamariam isto de uma aventura, outros chamariam de tortura. Eu estou no processo de sentir ambos ao mesmo tempo [risos]. No entanto, sentir-me bem faz-me parecer bem e sentir-me no meu melhor. Então, se acho que algo vai fazer-me sentir bem, vou tentar. Até mesmo um sumo verde. Trata-se de encontrar o teu próprio equilíbrio. O que faz alguém sentir-se bem pode não ser o que tu gostas de comer ou fazer no ginásio. A tua viagem de fitness é tua e de mais ninguém.”

Voltar às suas raízes musicais: “Recentemente, revelei aos meus amigos que estava a escrever nova música. Foi um processo incrível, nestes últimos dois anos. Com o próximo álbum, estou a voltar às minhas raízes como no meu primeiro álbum [Who You Are 2011], que foi muito honesto. Eu precisava de voltar para onde tudo começou; Fazer uma pausa positiva. Entre as idades 25-30, aprendes e cresces muito. Tornas-te em quem vais ser por um longo período de tempo. Gostei de voltar ao processo de escrever sozinha. Estou a compor nova música, tudo escrito, até agora, por mim mesma. Estou muito orgulhosa disso. Não reflete nada do que já fiz antes, o que é emocionante. É um álbum, musicalmente, que queria fazer há muito tempo e tive que encontrar o momento certo. Todos os que ouviram o álbum, até agora, dizem que é muito honesto e adulto. Estou a falar sobre questões que um jovem de 29 anos atravessa, o que é diferente do que eu cantei no passado. Mas tenho que ser fiel ao que está na minha mente e coração. Estou a trabalhar com o produtor DJ Camper [Mary J. Blige, John Legend], para manter este trabalho coeso. É um pedaço de música em oposição a singles e fillers de álbuns. Sinto que estou a fazer música mesmo. Não sei quando vai sair. Estou apenas a curtir o processo de que tudo acontece por uma razão, confiando no tempo e nos sentimentos.

Ser inspirada por DJ Camper: “Ele é incrível, realmente louco. Conheci-o através de um amigo. Ele é um pianista incrível e vem da igreja. Ele inspirou-me mais do que eu esperava que poderia ser inspirada. Estou tão feliz que encontrei este amigo incrível, bem como um produtor no processo. Tem sido uma experiência muito bonita para nós os dois. Não quero falar muito sobre isso, porque fico emocionada. Mas estou muito entusiasmada para que as pessoas ouçam as músicas. É um lado da minha voz que não tenho comemorado o suficiente.”

O que ela aprendeu pessoalmente durante o intervalo de gravações: “A comparação é realmente negativa. Tens que te concentrar em ti mesma no caminho interior, na assinatura e individualidade. Eu definitivamente aprendi a agir de acordo com os meus instintos e a confiar neles. Valorizando-me e compreendendo que tenho que fazer o que amo. Isto soa tão fácil, mas é difícil de fazer, especialmente nesta indústria. Estou numa idade em que só quero viver a minha verdade.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *